Meus textos,  reflexões

Coração duro

Dias atrás eu tropecei na rua e machuquei meu pé. Saiu um pedaço da pele, sangrou, doeu, incomodou, atrapalhou meu andar… Uma semana depois já nem lembrava do ferimento. Ficou só uma casquinha. Ela se soltou, a pele voltou ao normal e a cicatriz sumiu. 



A maioria das feridas na pele se curam rápido e logo a gente nem se lembra mais de como se machucou.
 
Já as do coração, não. As feridas do coração demoram para se curar…
 
Muitos dizem que meu coração é duro, frio, de pedra. Eu sempre contrariei essas opiniões. Mas atualmente estou começando acreditar que elas têm razão.
 
De fato, meu coração endureceu. Mas essa não é a verdadeira essência dele. Ele endureceu para se proteger. Igual à pele quando é ferida. O ferimento fica protegido por uma casca. A casquinha do machucado é dura. Por consequência a pele endurece. Meu coração endureceu mas é só a casca. A casca dura da ferida
 
Daqui um tempo essa casquinha se solta e por baixo dela estará meu coração macio, renovado, curado, batendo quente de novo. 



 

SUGESTÕES: Se tiver alguma sugestão ou dica de conteúdo, envie um e-mail para [email protected]
Assine também a Newsletter e me acompanhem nas redes sociais.
 

 

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.